Por que seu orquidário precisa de um fertilizante completo?

10/04/2017 Flores, Jardim

Criar orquídeas é um desafio para qualquer pessoa que não seja um especialista em botânica. Conhecidas pela exuberância, esse tipo de planta requer cuidados que vão além de manter um local apropriado para a espécie e aguar nos dias certos. Para quem deseja montar o próprio orquidário ou mesmo manter um belo vaso florido em casa, no quintal ou na varanda, é preciso um tratamento especial com adubações frequentes e a utilização de fertilizantes adequados para o desenvolvimento das plantas.

O cultivo de orquídeas requer, sobretudo, paciência. A situação mais comum é comprar ou ganhar um lindo vaso florido e, de repente, as flores caírem e nunca mais aparecerem. Para acabar com esse problema, a utilização de fertilizantes completos é a solução mais eficaz para oferecer os nutrientes que ajudam a completar o ciclo das plantas, ou seja, semente a semente. Como o próprio nome já diz, se trata de um adubo mais potente que o tradicional, que possui todos os nutrientes necessários para ativar o metabolismo das orquídeas.

O que se deve saber sobre os fertilizantes?

Os fertilizantes são separados por três categorias: 1) químicos: os elementos passaram por algum processamento químico durante a produção; 2) orgânicos: originários do processo de decomposição de resíduos naturais; 3) minerais: derivados da moagem de pedras e rochas. Cada tipo possui uma concentração diferente de nutrientes e a forma como age nas plantas também segue uma especificação.

Os fertilizantes tradicionais possuem os nutrientes básicos para a sobrevivência das plantas, que precisam de reforços de outros elementos para que o desenvolvimento seja adequado. Os fertilizantes completos, porém, são formulados com todos os nutrientes que serão responsáveis pelo crescimento sadio de toda a estrutura das orquídeas.

Orquidários: fertilizantes são o alimento da planta

As mais de 35 mil espécies já encontradas no mundo e sua fácil adaptação a qualquer clima e ambiente fazem das orquídeas um grande patrimônio da natureza. Como qualquer ser vivo, porém, elas precisam de uma alimentação equilibrada para se adequarem fora de seu habitat. A orquídea é composta por elementos essenciais – nutrientes diretamente responsáveis pela sobrevivência da planta – e elementos benéficos, que não são tão importantes, mas quando estão presentes proporcionam maior desenvolvimento.

A composição dos fertilizantes é moldada para alimentar a planta com todos os nutrientes que ela necessita para não morrer. Quando esses elementos estão em baixa, a orquídea começa a apresentar sintomas indicativos de que ela não está bem, como folhas amareladas ou queimadas e ausência de flores.

Cuidados com as orquídeas

É importante conhecer as características da orquídea que você pretende cultivar: quais nutrientes ela precisa no dia a dia, se necessita de sol ou sombra, se é uma planta de criação em ambientes internos ou externos. Quando todos os nutrientes necessários para alimentar a orquídea são aplicados, toda a estrutura da planta se desenvolverá com mais força e saúde para completar o seu ciclo de vida. Apesar da fácil adaptação em variados ambientes, o orquidário precisa ser abastecido pelos nutrientes em todas as fases de crescimento.

O que os fertilizantes completos têm que os outros não têm?

A resposta para essa pergunta é bem simples: tudo. Como o próprio nome já diz, os fertilizantes completos são completos! E a maior vantagem de administrar este tipo de adubo para as suas plantas é que você está fornecendo todos os nutrientes que a sua planta precisa, de maneira equilibrada, completa e sem os riscos de sofrer com excesso ou escassez de nutrientes. Além disso, as versões completas poupam duas grandes preciosidades do nosso dia a dia: tempo e dinheiro. Você não precisa adquirir uma diversidade de fertilizantes para nutrientes específicos, já que as versões completas têm tudo o que você precisa; você também não perde tempo para administrar aquela quantidade toda de adubos, nas medidas corretas e sob o risco de dosar demais ou de menos. É tudo simples e prático, para facilitar o seu dia a dia sem comprometer os cuidados com as suas orquídeas.

Agora que você já sabe que o seu orquidário pode ficar ainda melhor e mais saudável com a ajuda dos fertilizantes completos, que tal conhecer um fertilizante que, além de completo, é especialmente desenvolvido para orquídeas?

tudo o que você precisa saber sobre orquidium 100