Jardim com sombra: tudo para mantê-lo perfeito!

28/08/2019 Jardim, Plantas
folha de jardim com sombra

O imaginário que se tem de jardim bonito e saudável é aquele ambiente repleto de verde e de cores vivas, harmonioso e regado pela luz do sol. Porém, essa pode não ser a realidade de muita gente. Hoje em dia, espaços menores e alocados em outros lugares, como os famosos jardins de inverno, têm feito bastante sucesso nas casas de todo o país.

Assim, em um primeiro momento, pode ser difícil pensar em compor um jardim com plantas que lidam bem com a sombra. A impressão que se tem é que as espécies mais bonitas são justamente aquelas que necessitam do sol. Mas nós temos boas notícias: isso não é verdade!

Foi pensando em ajudar aqueles que têm jardim com sombra que nós preparamos, repleto de dicas sobre o que plantar e como manter tudo perfeitamente! Confira!

As melhores folhagens para jardim com sombra

 

1) Zamioculca

Essa é uma das melhores plantas para quem tem um jardim com sombra! Não é raro vê-la decorando os mais diversos tipos de interiores, já que se trata de uma espécie que lida muito bem com a baixa luminosidade. A planta pode ser plantada tanto em vaso quanto no chão e pode atingir até 1 metro de altura, embora a média de crescimento esteja entre 0,4 e 0,6 metro. A Zamioculca pertence à mesma família do famoso copo-de-leite, que você provavelmente já deve ter visto bastante por aí.

Nos projetos de paisagismo, a planta pode ser cultivada tanto sozinha quanto com outros exemplares da espécie, formando uma composição volumosa e com aspecto denso. Uma das maiores vantagens da Zamioculca é a sua pouca necessidade de cuidados e a sua alta resistência. Assim, é excelente para quem não tem muito tempo para dedicar aos cuidados com o jardim!

jardim com sombra

2) Asplênio

Perfeita para composições em vasos ou em canteiros, é uma planta que se dá bem com o calor, mas o excesso de iluminação não é bem-vindo, assim como o frio. Um pouco parecidas com as das samambaias, as folhas do Asplênio são grandes e têm um brilho bastante único.

A luz direta do sol não é uma grande necessidade dessa planta (muito pelo contrário), mas a umidade é importante! O frio também pode prejudicar a saúde e o desenvolvimento do Asplênio, que pode chegar a até 90 centímetros de altura, se em boas condições.

jardim com sombra

3) Lírio-da-paz

De folhas em tom de verde escuro, suas flores são brancas e simbolizam a paz, como próprio nome sugere. Assim como as outras, também pode ser plantada em vasos ou diretamente no chão, em jardins. O segredo do lírio-da-paz é a umidade: a planta não tolera ambientes muito secos. Ar condicionado e vento podem ser inimigos desse tipo de planta! Isso tudo porque se trata de uma espécie de clima tropical.

Com floração entre a primavera e o verão, as temperaturas abaixo de 15ºC podem ser prejudiciais.

jardim com sombra

4) Costela-de-adão

Nativa do México, a planta recebe esse nome por conta das folhas, que têm segmentos que remetem a costelas. É uma planta bastante simples de ser cuidada e a sua única exigência é, basicamente, um solo fértil. A umidade também é necessária e regas regulares já são suficientes para oferecer à planta aquilo que ela precisa.

O que diferencia a Costela-de-adão das outras plantas dessa lista é a capacidade de suportar baixas temperaturas. Por isso, a espécie pode ser bastante interessante sobretudo para quem mora nas regiões que compõem o sul do Brasil.

jardim com sombra

Mesmo com as plantas ideais, é possível que o uso de fertilizantes seja necessário. Veja abaixo alguns dos sinais que o seu jardim pode dar quando algo está em falta!

 

5 sinais de que a folhagem do seu jardim precisa de adubo

Um jardim completo conta com os mais diversos componentes: grama, flores, frutíferas, folhagem, etc. Quem sofre com pouco espaço pode reduzir a variedade de plantas; já quem tem espaço de sobra consegue fazer a festa na hora de planejar o seu jardim. Mas uma planta que costuma ser bastante democrática — com opções tanto para espaços pequenos quanto para jardins mais amplos — é a folhagem.

Com bastante variedade, as folhagens conferem ao espaço um toque de charme e sofisticação, além de turbinar ainda mais o verde do jardim. Mas, assim como todas as outras plantas, elas precisam também de cuidados. No caso da nutrição, é extremamente importante ficar atento, já que a falta de nutrientes pode causar estragos rapidamente visíveis na folhagem do seu jardim.

Mas como identificar a falta de nutrição adequada? Quais sinais as minhas folhagens estão me dando de que precisam de uma adubação eficiente? Confira abaixo:

 

1) Amarelamento

Um dos maiores sinais é, de fato, a mudança na coloração das folhas. Quando essas partes perdem o verde natural e vistoso, dando lugar a um amarelo pobre e doente, é hora de pensar na adubação. Porém, há duas maneiras nas quais o problema pode aparecer:

 

Se as folhas novas estiverem amareladas

Quando as folhas mais jovens, que nasceram há pouco tempo, começam a perder cor e ficar amareladas, é sinal de que falta enxofre (S). Presente no grupo dos macronutrientes, esse elemento é responsável pela formação de aminoácidos e participa dos processos metabólicos da fotossíntese.

 

Se as folhas velhas estiverem amareladas

Quando o amarelo atinge as folhas mais velhas, que já estão ali há mais tempo, é hora de focar no fornecimento de nitrogênio (N). Este elemento é extremamente importante para muitas etapas do desenvolvimento das plantas, o que inclui a fotossíntese, a absorção de outros nutrientes, o crescimento vegetal, a respiração, desenvolvimento e atividade das raízes, etc. Ou seja, deixar faltar este nutriente é comprometer a saúde da folhagem em diversos níveis.

2) Folhas novas não se desenvolvem

Considerando que o nitrogênio (N) compromete alguns dos processos mais importantes do desenvolvimento das plantas, quando as folhas novas das suas folhagens não se desenvolvem, a deficiência possivelmente é desse nutriente. Se você percebe que as folhagens mais novas do seu jardim custam a crescer, levando mais tempo do que o habitual, atente-se à nutrição com nitrogênio.

 

3) As folhas estão queimadas

Quando as folhas apresentam um aspecto queimado, os motivos podem ser diversos. Podem causar queimaduras nas plantas: rega com água inadequada, com altos níveis de minerais; intoxicação por excesso de sais minerais em decorrência de adubação exagerada e luz solar em excesso.

No entanto, folhagens queimadas também podem ser sinal de carência de potássio (K), que também pode causar florescimento pobre. Esse nutriente está presente no processo de fotossíntese e de produção de carboidratos, além de estar relacionado às reações enzimáticas.

 

4) As folhas estão enrolando

Esse é um sinal bastante nítido e que, por isso, quase nunca passa despercebido. Quando as folhas começam a se enrolar, a ausência é de cálcio (Ca). Responsável pela estrutura da planta, uma folha com boas quantidades de cálcio se torna resistente o suficiente ao ataque de pragas, por exemplo.

 

5) As folhas estão muito escuras

Quando o assunto é a coloração das plantas, o ideal é o equilíbrio: nem muito escura nem muito clara. Quando a folha está escura demais — quase em tom de marrom, por exemplo —, pode haver deficiência de nutrientes. O principal elemento que, quando em falta, causa esse tipo de sintoma é o fósforo (P). A maior função do nutriente é transformar a energia solar em elementos úteis e necessários à planta.

Mas, então, qual fertilizante utilizar?

2 opções completas para flores, plantas e gramados

É fato que nem sempre o solo dá conta de fornecer tudo que as suas plantas precisam. Às vezes, o local onde estão plantadas não é exatamente o mais adequado para o seu desenvolvimento pleno, podendo carecer de alguns nutrientes específicos e de suma importância. É neste momento que as plantas começam a ficar com um crescimento lento, com caules e hastes fracas, com folhas miúdas e sem brilho, etc.

Assim, o melhor é recorrer aos fertilizantes, que podem oferecer todo o apoio nutricional que sua planta precisa, visto que, na maioria das vezes, eles são bastante específicos no fornecimento dos nutrientes. Abaixo, nós separamos tudo que você precisa saber sobre 3 fertilizantes completos para o uso em flores, plantas e gramados!

PLANTA 100

Qualidade é a palavra-chave que descreve o fertilizante Planta 100. Completo, este é um fertilizante que dispensa o uso de misturas de matérias-primas: ele age exatamente em tudo que sua planta precisa. Para uso via fertirrigação ou foliar, a fórmula é rica em 11 nutrientes e é acidificada! Os micronutrientes que compõem este fertilizantes são quelatados com EDTA, isto é, são protegidos contra a precipitação em uma faixa de pH moderado. Planta 100 pode ser utilizado em plantas frutíferas em geral, flores ornamentais, gramados, mudas e plantas em viveiro. Além disso, também pode ser  usado em culturas de amendoim, banana, batata, café, cebola, citros, feijão, goiaba, hortaliças em geral, hortaliças folhosas, maçã, mamão, melancia, melão, morango, pepino, pimentão, tomate e uva.

 

ORQUIDIUM 100

Para os cultivadores de orquídeas, Orquidium 100 é um fertilizante completo e especialmente feito para uso na produção e manutenção de diferentes espécies de orquídeas. Com micronutrientes quelatados com EDTA, a fórmula é composta por 11 nutrientes, além de ser acidificada. Foi idealizado para uso em orquídeas, mas também pode ser aplicado em flores ornamentais e plantas em viveiro.

A vantagem dos fertilizantes completos da Nutrijardim se alia à qualidade e tecnologia dos laboratórios que os produzem. Faça uso do que é melhor, mais econômico e mais eficiente para o seu cultivo! Entre em contato e saiba mais!