Como cuidar das orquídeas: os cuidados urgente

09/10/2019 Jardim
Orquídeas em vasos após cuidados

Todas as plantas têm um ciclo de vida que se reinicia inúmeras vezes e é isso que faz com que as plantas floresçam periodicamente. Mas, no meio desse caminho, alguns imprevistos podem acontecer e interromper esses processos, podendo levar, inclusive, sua planta à morte. No caso das orquídeas, esses empecilhos não são exceção e é necessária uma atenção ainda maior, considerando que são plantas bastante sensíveis e que exigem cuidados bastante detalhados e específicos.

 

Como cuidar de uma orquídea que está morrendo?

A causa de morte das orquídeas pode ser desde problemas com fungos e troca de solo até água em excesso ou em escassez. Alguns sinais que merecem atenção são, por exemplo:

  • raízes amareladas, alaranjadas ou mesmo escuras;
  • folhas manchadas ou com cores muito distintas do verde-alface, coloração considerada a saudável para as orquídeas;
  • folhas amolecidas, com aspecto muito diferente do de costume.

Os cuidados especiais para a recuperação das orquídeas em estado crítico vão depender de qual é o problema que a sua planta está enfrentando. Nós separamos algumas dicas para os casos mais comuns!

Se o problema for com as raízes

Quando o problema mora na raiz das plantas, uma boa opção é realizar a mudança de local da orquídea. Replantá-la no tronco de uma árvore vai possibilitar que ela faça uso dos nutrientes da árvore e tenha um bom espaço para desenvolver suas raízes novamente. O processo é bastante simples: você pode colocar o substrato entre o tronco e a orquídea, unindo-os com um barbante. Quando a planta começar a criar raízes, é só desamarrar e deixar que ela se desenvolva ali.

Se as folhas estiverem queimadas

É bastante comum que as orquídeas tenham suas folhas queimadas pelo sol. Esse problema pode se dar, principalmente, por dois motivos: sol em excesso ou regas em horários de muita incidência solar. Uma boa alternativa para cuidar de orquídeas com estes problemas é colocá-las em locais com menos luz, como a sombra de árvores ou espaços com telas do tipo sombrite.

Se a planta estiver ressecada

Se o problema for a falta de água, você deve cuidar da orquídea retirando-a do vaso e realizando uma limpeza delicada. É preciso remover as raízes que estiverem mortas e replantar a orquídea em um saco plástico com um substrato umedecido em água e hormônio vegetal. Depois de um tempo você vai notar que novos brotos e raízes estão surgindo; depois da recuperação, é só colocá-la de volta em um vaso!

Se a planta estiver com excesso de água

Pode acontecer de sua orquídea sofrer com água em excesso, o que pode gerar uma apodrecimento das raízes. Nestes casos, um transplante basta: troque a sua planta de vaso e de substrato e cuide para que não haja uma irrigação excessiva novamente.

As dicas dadas podem ser muito úteis na maioria das vezes, mas é sempre recomendado que, em caso de dúvidas ou de maiores problemas, um especialista seja consultado, para que a sua orquídea receba um diagnóstico exclusivo.

Como cuidar das orquídeas

Para florescer e se manter bela por muito mais tempo, a orquídea precisa de muita luminosidade, mas de forma indireta, jamais exposta diretamente ao sol. Afinal, quando está em seu ambiente natural, a orquídea vive em conjunto com árvores, presa em seus ramos e aproveitando a luz do sol levemente filtrada pelas folhas e galhos.

Esta flor também não gosta de calor excessivo e prefere temperaturas mais amenas, e, de preferência, deve ser mantida longe de grandes variações de temperatura. A orquídea também precisa de ventilação e deve ser regada sempre que o substrato parecer seco.

Além disso, a orquídea é uma planta que precisa de poda. Você sabe como podar uma orquídea? A seguir, confira o passo a passo completo.

Como podar orquídeas

Antes de mais nada, é preciso compreender que existem diferentes podas para a orquídea, sempre de acordo com sua espécie e seu tipo. Por isso, o ideal é que você saiba qual é a espécie da sua antes de começar o trabalho.

Aqui, você vai aprender como podar orquídea de três tipos diferentes. A primeira é chamada de poda de espiga, e deve ser feita em orquídeas do tipo Oncidium:

  1.  Aguarde todas as flores secarem e caírem naturalmente.
  1. A espiga, caule que abriga as flores, deve estar apresentando amarelamento para ser podada.
  1. Observe a espiga até encontrar um pseudobulbo, que é uma espécie de protuberância do caule, em forma oval. Geralmente, ele fica um pouco antes da formação das folhas e próximo ao solo.
  1. Agora, corte a espiga o mais rente ao pseudobulbo possível, usando uma ferramenta bem afiada. Não se preocupe se sobrarem pedacinhos da espiga na planta.

A orquídea do tipo Phalaenopsis tem uma poda diferente

Veja como podar uma orquídea desta espécie.

  1. Como sempre, aguarde até que as flores morram e sequem naturalmente.
  1. Mais uma vez, a poda indicada é a de espigas. Mas isso só poderá acontecer quando a planta estiver madura, isto é, depois de sua folhagem ter alcançado cerca de 30 centímetros.
  1. Siga a espiga e encontre um botão inativo. Esta espiga, mesmo que amarelada, tem potencial para florescer novamente, portanto corte logo abaixo deste botão.

Agora para finalizar…

Veja como podar a orquídea Cattleya:

  1. Você precisará podar a bainha que está marrom ou amarelada, indicando que não está mais saudável. A bainha é a parte que protege os botões nas orquídeas desta espécie.
  1. Agora, localize o ponto exato no qual a bainha está ligada ao caule da orquídea.
  1. Corte, com uma tesoura bem afiada, através da bainha e da espiga. De preferência, faça o corte o mais rente possível à base de folhas da orquídea.
  2. Tome muito cuidado para não cortar o pseudobulbo ou as folhas.

Você poderá ainda cortar folhas sempre que estiverem com aparência danificada. Basta utilizar uma tesoura bem afiada. Se a folha estiver muito danificada, basta puxar e ela se soltará sozinha da raiz.

Além dos cuidados em momentos de urgência, uma boa nutrição é fundamental. Você já conhece o Orquidium 100? Um fertilizante líquido completo, especialmente desenvolvido para a nutrição balanceada de orquídeas das mais diversas espécies. Acesse o nosso site e conheça o Orquidium 100!