6 verdades e mentiras sobre o cuidado com as orquídeas

24/04/2017 Flores

As orquídeas são flores repletas de mistérios e segredos, razão pela qual surgem muitos boatos em relação ao seu cultivo ou plantio. A verdade é que essas flores realmente contam com diversas particularidades, cuidados específicos e espécies variadas, mas é preciso ser cauteloso com o que se lê por aí.

Afinal, o que é verdade e o que é mentira quando se fala de orquídeas? Vamos conhecer agora as 6 verdades e mentiras sobre essas flores:

1) Orquídeas não precisam de muita água: mentira.

O fato de orquídeas não gostarem ou não precisarem de muita água é um mito que surgiu devido ao fato de suas raízes apodrecerem quando cultivadas em vasos.

As orquídeas precisam ser regadas constantemente – e não apenas uma vez por semana, como muitas vezes é divulgado – e o melhor é apostar na mangueira ou regador para que o substrato consiga absorver água e eliminar impurezas.

2) Não se pode replantar orquídeas com flores: verdade.

Quem ganha uma muda de orquídea com flores e deseja mudar o local em que ela está plantada terá que esperar um pouco antes de replantá-la e colocá-la em um vaso, pois o fato de não poder replantar orquídeas que estão floridas é verdadeiro.

A razão para se evitar o replante de orquídeas floridas é o fato de que a planta pode abortar as flores.

3) Só existe um tipo de orquídea: mentira.

A espécie de orquídeas mais conhecida é a Phalaenopsis; no entanto, existem várias outras espécies de orquídeas, de várias cores e tamanhos. Ou seja, dizer que só há um tipo de orquídea no mundo – ou até mesmo no Brasil – é um mito.

4) Orquídeas são plantas parasitas: mentira.

Essa é uma mentira sobre as orquídeas que circula há muito tempo pelo simples fato de as plantas prenderem suas raízes a outras árvores.

Sim, orquídeas ganham vários benefícios ao serem plantadas ou prenderem suas raízes junto a uma árvore, mas não prejudicam a outra planta. Ou seja, não há relação de parasitismo.

5) Orquídeas não podem ser regadas sob o sol: verdade.

O melhor horário para regar as plantas é sempre no começo da manhã ou no fim da tarde. Ou seja, o fato de que orquídeas não podem ser regadas sob o sol é verdadeiro. Nunca se deve regar as orquídeas enquanto o sol está a pino, batendo sobre elas.

Isso porque a água fria sobre as folhas quentes pode causar um choque térmico e criar lesões na planta, além das pequenas gotas de água aumentarem a intensidade dos raios solares sobre as orquídeas e consequentemente queimá-las.

6) Deve-se regar a raiz e não as flores das orquídeas: verdade.

Quando as orquídeas estão floridas muitos se perguntam se podem regar suas flores. Pois a resposta é não. É verdadeiro o fato de que se deve regar a raiz e não as flores das orquídeas.

Se as flores ou os botões florais permanecerem úmidos por muito tempo, há a chance da planta desenvolver fungos ou outras doenças. Sendo assim o melhor é irrigar a raiz ou a base do vaso, sempre cuidando para não manter água acumulada na base ou no pratinho.

Agora que você já sabe quais são os principais mitos e verdades sobre o cuidado com as orquídeas, não há mais desculpas para não deixá-las impecavelmente saudáveis! Quer saber mais sobre como potencializar ainda mais os resultados das suas orquídeas? Fertilização é o segredo para isso! Confira:

orquidário o que considerar na hora de escolher os fertilizantes

por que seu orquidário precisa de um fertilizante completo