Você sabia que o gramado também precisa de fertilizantes?

05/07/2017 Plantas
adubo para gramado

Quem cuida do jardim sabe que as plantas precisam de atenção constante; são regas, podas, adubação, prevenção contra pragas, etc. Das pequenas plantas até os arbustos e folhagens, todos eles precisam de manutenção.

Grande parte dos jardins externos costuma a presença de gramados, em maior ou menor extensão. E o cuidado com essa parte do jardim geralmente nunca é lembrado. Só se dá conta do prejuízo quando a grama já está secando e com aquele aspecto morto. Mas a verdade é que os gramados também precisam de atenção, sobretudo com relação à nutrição. Você sabe como adubar o seu gramado? Acompanhe!

 

A importância dos fertilizantes para gramados

A grama, assim como todo ser vivo, precisa de uma nutrição adequada para que o seu desenvolvimento não seja comprometido. Nutrientes como o nitrogênio, o fósforo e o potássio são alguns dos mais básicos para a nutrição de gramados, por exemplo. Mas não são os únicos: cálcio, magnésio, manganês, zinco e ferro são nutrientes que também serão muito bem-vindos no objetivo de deixar a sua grama saudável e verdinha.

Mas é importante dizer que a necessidade de nutrientes que o gramado tem deve receber atenção também por outro motivo: o solo frequentemente perde nutrientes em virtude de chuvas e outras intempéries que acabam desestabilizando a superfície do solo. E ´é essa a região onde se encontra grande parte dos nutrientes. Assim, a fertilização dos gramados se torna ainda mais necessária!

 

Existe fertilizante para gramados?

Há uma série de fertilizantes disponível no mercado e a maioria é de aplicação genérica: traz um conjunto de nutrientes básicos e pode ser aplicado em qualquer situação. Mas o ideal é que seja utilizado um fertilizante completo próprio para gramados (que, sim, existe!) por 2 grandes motivos:

  1. O fornecimento de nutrientes será muito mais adequado, já que se trata de um fertilizante desenvolvido especialmente para a função de nutrir gramados;
  2. A sua rotina de fertilização será muito mais fácil, já que os fertilizantes completos reúnem todos os nutrientes necessários e nas medidas adequadas, dispensando a aplicação de vários adubos diferentes, dificultando o processo, consumindo tempo e ainda trazendo o risco de uma aplicação desequilibrada (para mais ou para menos), que pode resultar em prejuízo ao gramado.

 

Como fertilizar o gramado?

Se é a primeira vez que você está fertilizando a grama do seu jardim, alguns cuidados pré fertilização se fazem necessários:

  1. Poda: antes de iniciar a adubação, realize a poda da grama e retire qualquer praga — como ervas daninhas — que esteja fazendo morada no seu gramado;
  2. Aplicação: utilizando um fertilizante líquido — que é a melhor opção em termos de rápida de absorção —, dilua-o seguindo as recomendações do fabricante. Aplique por toda a extensão, buscando ser o mais uniforme possível. Se o seu gramado for muito grande, talvez seja necessário utilizar algum equipamento de auxílio.
  3. Rega: lembre-se de que a aplicação do fertilizante se deu por diluição em água, logo, sua grama já recebeu certa rega. Se você costuma regar de 3 em 3 dias, por exemplo, considere que uma rega foi aplicada no momento da fertilização e aplique a próxima 3 dias depois.
  4. Manutenção: considerando que o gramado perde nutrientes facilmente por conta de variações da natureza e que os fertilizantes líquidos têm rápida absorção, a fertilização do gramado deve acontecer a cada 7 ou 15 dias.

 

Gostou das ideias? Se interessou pela opção do fertilizante próprio para gramados? Conheça o Planta 100, fertilizante desenvolvido especialmente para plantas, gramas e frutíferas!